Nesta Edição

ESPECIAL ELEIÇÕES ORMED Mário Fresta O candidato do consenso • Por uma Ordem forte, coesa, actuante e representativa

A candidatura de Mário Fresta a Bastonário da Ordem dos Médicos de Angola (ORMED) reúne o consenso da maioria dos médicos do país, de acordo com uma sondagem efectuada pelo Jornal da Saúde de Angola (JS). As principais razões apontadas pelos colegas estão expressas nos depoimentos que recolhemos e agora publicamos nesta edição especial. O seu programa integra cinco eixos, propondo e comprometendo-se com “uma Ordem de todos os médicos, defensora da classe médica, parceira da saúde, sempre presente, interveniente, proactiva e promotora de uma medicina qualificada”, conforme revelou em entrevista ao JS.

O papel que a ORMED deve assumir na sociedade, os principais problemas e desafios que se colocam à classe médica e ao exercício da medicina no país, de que forma a sua proposta de programa de trabalho responde a esses desafios e quais as prioridades do sector da saúde são alguns dos temas abordados.

Filomeno Fortes

Médico

Professor Doutor Mário Fresta

O candidato certo para Bastonário da Ordem dos Médicos de Angola

O Professor Mário Fresta é um cidadão angolano comprometido com o seu país, com a classe médica, com o sistema nacional de saúde e com a saúde das populações.

Tem espírito de liderança, é um académico por excelência, um investigador nato e um profissional humanista imbuído de valores éticos e deontológicos remarcáveis.

 

A personalidade do Professor Mário Fresta permitirá seguramente o resgate dos valores e da idoneidade dos médicos em Angola independentemente da sua nacionalidade, raça, religião ou sexo,  promovendo a sua unidade, a qualidade técnico-científica, a pesquisa médica, o desenvolvimento das carreiras médicas, e concomitantemente a projecção internacional dos valores da medicina em Angola.

 

O Professor Mário Fresta detém uma carreira profissional exímia que lhe permite ter uma visão realista do futuro enquadrada nos objectivos de desenvolvimento do milénio, no Plano Nacional de Desenvolvimento do País em geral e no Plano Nacional de Desenvolvimento Sanitário em particular. Recordamos que os primeiros mestrados em educação médica e o primeiro doutoramento em Ciências Biomédicas em curso em Angola, foram fruto da sua sensibilidade e iniciativa.

 

Nas suas alocuções o Professor Mário Fresta defende uma Ordem Médica efectivamente nacional com oportunidades interventivas e beneficiárias igualitárias para todos os seus associados, independentemente da sua região. A sua clarividência em relação ao importante papel do Sindicato enquanto parceiro indispensável da Ordem é notável e implicitamente constituirá mais um factor de eficácia da sua gestão.

 

Finalmente, a perspicácia, o espírito de oportunidade aliado ao prestígio do Professor Mário Fresta, permitirá certamente à Ordem dos Médicos  o estabelecimento de parcerias institucionais e privadas a nível nacional e internacional, essenciais para o desenvolvimento de uma actividade médica mais profícua e mais socialmente atractiva para a classe médica.

 

Para uma Ordem forte, coesa, actuante e representativa o nosso voto será certamente Mário Fresta.

 

 

Estes são alguns dos depoimentos que a redação recolheu junto à classe médica a propósito das eleições na ORMED e da lista A.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Experiência e saber da equipa tranquilizam a comunidade médica

Vimos que a qualidade do programa do Professor Mário Fresta e do modelo de sua  implementação  refletem o seu profundo conhecimento na condução com sucesso  de pessoas e processos em saúde.

Propõe-nos em sua sinceridade uma Ordem sempre presente, interveniente e proactiva –condimentos de uma boa liderança!

Integram a sua plataforma  colegas cuja experiência e saber tranquilizam a comunidade médica e parceiros da saúde.

Entende que a formação contínua e integral são o melhor caminho para integração de toda classe médica e que constitui um factor crítico de sucesso  ao desempenho do Serviço Nacional de Saúde

Compreende e tem um olhar atento aos anseios da classe médica mais jovem

Luis Varandas

 

 

 

 

 

 

 

 

Perfil ímpar e íntegro

“O Professor Mário Fresta é para mim o candidato que reúne todos os requisitos necessários para Bastonário da Ordem dos Médicos. Tem um perfil ímpar, é íntegro. É o candidato capaz de manter e elevar cada vez mais alto os patamares a que o Professor Carlos Alberto Pinto de Sousa havia proposto, quer a nível nacional, quer a nível internacional”.

Artur Gonçalves

 

 

 

 

 

 

Confiança e idoneidade

“Considero o Professor Mário Fresta o candidatado ideal para a ORMED, porque transmite-me confiança, determinação, idoneidade, união, coesão, firmeza, é agregador, assim como protector da pertença da ORMED no geral”

Maria Futi

 

 

“O Prof. Dr. Mário Fresta reúne sim condições de ser eleito Bastonário da Ordem por conhecer e reconhecer idoneidade, profissionalismo, carácter único (honesto, transparente e ético). Não lhe vou atribuir humildade que também a tem, pois qualquer um pode fingi-lo para alcançar objetivos. O importante é que domina claramente os principais problemas da classe, portanto responderá a seu tempo a cada um.

Bernardeth Esperança Capunge

 

 

 

Candidato ideal

“Sim, o Professor Mário Fresta é o candidato ideal para dirigir a ORMED”

Santos Nicolau

 

 

 

Vasta experiência

“Sim, o Professor Mário Fresta é a pessoa ideal porque tem uma vasta experiência de trabalho, conhece os cantos à casa, de fácil trato e tem idoneidade técnica e científica”

Fernando Kassanga

 

 

 

Excelente

“Estamos de parabéns pelo nosso candidato a bastonário da ORMED. Acompanhámos o debate na TPA com muita atenção. O Professor Mário Fresta saiu-se de forma excelente. Ele é o candidato certo para nossa Ordem. Vamos continuar a trabalhar, vamos votar A”.

Rosa Horta

...........................................................................................................................................................................................................................................................................

Copyright © 2018 Jornal da Saúde Angola. Todos os direitos reservados. Created by Paulo Link